Zênith

"Estar no mundo sem ser do mundo"

Textos


QUEM FUI

Se alguém um dia
perguntar quem fui,
diz que fui aquela 
que nasceu viva,
que nasceu sufi
porque de Allah vim
e para Allah voltarei...

Mas diz também 
que fui aquela que gostou das cores 
conhecidas e desconhecidas,
dos mares, dos ares
e dos perfumes...

Diz que eu vivi e fui música!
e diz que eu entendia tudo
como a obra prima de Allah!
Ah, a música-prima
de tantos!...

Mas diz que dos tantos,
música, para mim,
foi Rachid Taha!

Diz que eu vivi no Ocidente
em um oásis nas areias!...

Diz que fui a que teve três gatos,
mil flores
e pássaros soltos!...

Dois filhos,
borboletas com cores e luzes,
escritos públicos e proscritos,
e a que honrou mãe e honrou pai!

E a que apenas por um 
o seu véu revelou
e desvelou
e a esse um se destinou!

Porque eu era,
serei,
e eu sou
para os olhos de um
que em nenhum,
e em só um encontrou!

Diz que fui assim...
por vir, e voltar a um lugar
onde a vida só é vida
por Amor!...
Sahida
Enviado por Sahida em 30/09/2020
Alterado em 30/09/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras